Notícias

 12.09.17 - 11h02

Decreto garante 'reserva' de área para Aeroporto Regional

Secretário de Planejamento afirmou que, apesar da publicação do decreto, foco da atual administração é o conjunto de obras de reforma e ampliação do Aeroporto Municipal
 
Foi publicado hoje (12), no Diário Oficial do Município, o decreto 13.543 de 9 de  junho de 2017 que "declara de utilidade pública a área de terras localizadas no Município de Cascavel para fins de utilidade pública" destina à construção do Aeroporto Regional do Oeste do Paraná. A área está localizada no Distrito de Espigão Azul e faz divisa com os municípios de Toledo e Tupãssi. De acordo com o secretário de Planejamento, Fernando Dillenburg, o decreto não implica no "imediato" início das obras, mas tem por objetivo "controlar a ocupação e utilização da área para não prejudicar, no futuro, a implantação do projeto do Aeroporto Regional".
O secretário lembra ainda que a publicação do decreto, que acontece simultaneamente a publicação de decretos com a mesma finalidade pelos municípios de Toledo e Tupãssi, dá sequência a discussão que envolve diversas entidades com representatividade regional. "Agora, de forma coletiva, os prefeitos de Cascavel, Toledo e Tupãssi tomaram posição estão protegendo esta área que, futuramente, possa receber o projeto deste novo aeroporto", completou.
Apesar da publicação do decreto, Dillenburg afirmou que o foto da gestão do prefeito Leonaldo Paranhos é com as obras de reforma e ampliação do Aeroporto Municipal para garantir uma vida útil com qualidade e segurança para, pelo menos, mais 15 a 20 anos. "O que estamos fazendo hoje é pensar no futuro, mas trabalhando para que no presente ofereçamos a Cascavel e região um aeroporto que atenda as nossas necessidades", disse o secretário, informando que estão sendo realizados os últimos ajustes financeiros para que o novo projeto do terminal de passageiros, a duplicação do acesso da BR-277 até o aeroporto, a construção do estacionamento para 400 veículos e o pátio para comportar três aeronaves do porto do Boeing 737/800 sejam licitados. "Todos essas obras demandam investimentos em torno de R$ 25 milhões e estão com todos os projetos executados e em análise na SEIL (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), SAC (Secretaria Nacional de Aviação Civil) e no Paraná Cidade".
A expectativa, disse Dillenburg, é que este conjunto de obras seja licitado e iniciado ainda em 2017 para que sejam concluídos até o afinal de 2018.
Confira nas imagens a área declarada de utilidade públicas nos três municípios: Cascavel, Toledo e Tupãssi.

 Imprimir   Enviar por email   Comunicar erro   Receber Notícias  Compartilhe:  Compartilhe no Twitter  Compartilhe no Facebook  Adicione aos favoritos no Google

» Notícias Recentes

» Notícias Mais Acessadas