Notícias

 13.03.18 - 11h56

Obra do Cisop: "Parece um sonho, mas agora será realidade"

Convênio com o Estado foi celebrado nesta manhã, completando os trâmites necessários para dar início ao novo processo licitatório

Depois de quase dois anos parada - após a empresa abandonar a construção com apenas 25% dos serviços executados na fase de aterro, fundação e edificação dos pilares -, a construção da sede própria do Cisop (Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná) "parece um sonho, mas agora será realidade", garantiu o prefeito Leonaldo Paranhos ao assinar nesta manhã (13) o convênio com a Secretaria de Estado da Saúde, completando a última etapa que faltava para poder iniciar o novo processo licitatório no Departamento de Gestão de Compras da Prefeitura de Cascavel para retomar a obra, um anseio da população de Cascavel e mais 24 municípios consorciados. Cascavel detém 58% de participação no Consórcio.

O convênio celebrado hoje com o Governo do Estado do Paraná - representado no ato no gabinete pelo chefe da 10ª Regional de Saúde, Miroslau Bailak -, prevê um total de R$ 3.290.679,33, sendo um repasse de R$ 3.126.145,36 por meio da Secretaria de Estado da Saúde, em 12 parcelas, e uma contrapartida da prefeitura de Cascavel no valor de R$ 164.533,97, igualmente em 12 vezes, que completa o convênio federal no valor de R$ 4.722.704,04 firmado com o Cisop, por meio do qual o repasse da União será de R$ 3.488.156,29 e a contrapartida dos municípios de 1.234.547,75. O valor total previsto para a obra é de R$ 8 milhões.

"Foi uma luta grande para retomarmos esta obra e, graças a Deus, não a perdemos por nossa insistência, mas arcamos com prejuízos devido a essa demora no avanço das resoluções", continuou o prefeito, agradecendo publicamente o empenho de toda a equipe que trabalhou para agilizar a desburocratização e os entraves do processo. Sabe-se que quando uma obra está parada, a Caixa interrompe as negociações de futuras ordens de serviço. Um dos processos parados por conta disso na Prefeitura de Cascavel diz respeito à implantação de pedras irregulares, que deve ser liberado agora, com a assinatura deste convênio e o andamento dessa obra.

"O Paranhos teve papel fundamental nesse processo de retomada da obra [do Cisop]. Assim que assumiu o mandato logo nos recebeu em seu gabinete e já iniciou os procedimentos para agilizar a retomada dessa construção com o governo do Estado, assim como o Miroslau [Bailak, chefe da 10ª Regional de Saúde], que não mediu esforços junto com sua equipe, para buscar apoio dos Estado e agora irá levar o documento em mãos para o Michele [Caputo Neto, secretário de Estado, que já assinou o convênio] agilizar a tramitação", disse o presidente do Cisop e prefeito de Boa Vista da Aparecida, Leonir dos Santos.

Mais de 4 mil m² de espera
A construção da sede própria do Cisop foi licitada em 28 de fevereiro de 2014, quando foi firmado contrato com a empresa Nicol Nakazima Ltda, que venceu a licitação com proposta de R$ 6.385.872,0. Como a construtora abandonou a obra, o contrato foi rescindido em 28 de julho de 2016.

A obra conta com recursos das três esferas. Do Governo Federal o convênio prevê recursos da ordem R$ 3,9 milhões, do qual já foram utilizados apenas R$ 411.843,71, com um saldo de R$ 3.488.156,29. Neste caso, o convênio foi prorrogado ainda em 2017, com novo aditivo de prazo com a Caixa Econômica Federal.

Em relação ao Estado foi necessário firmar este novo convênio, uma vez que o anterior foi prorrogado duas vezes e uma nova prorrogação não seria possível. O projeto para a obra de 4.676 metros quadrados teve as planilhas atualizadas e os valores corrigidos.

"Esperamos que em até 15 dias possamos lançar o edital de licitação e em até dois meses estar com o processo licitatório pronto e retomar a obra, com prazo de 18 meses a partir da licitação", previu o secretário de Saúde, Ruben Griep. Segundo Rubens, grande parte dos equipamentos já haviam sido comprados no convênio anterior, com emendas parlamentares, e estão armazenados no SIM-PR aguardando a conclusão da obra.

Além dos representantes do Estado, do Cisop e da Prefeitura, participaram do ato do gabiente  o presidente da Câmara de Vereadores, Aldino "Gugu" Bueno, e o vereador Roberto Parra.

 

 Imprimir   Enviar por email   Comunicar erro   Receber Notícias  Compartilhe:  Compartilhe no Twitter  Compartilhe no Facebook  Adicione aos favoritos no Google

» Notícias Recentes

» Notícias Mais Acessadas